Ao amanhecer

Ao amanhecer
Todos correm para quê?
Todos correm para ver quem chegou…
O estranho que sonhei
É alguém que quero bem
É alguém que sempre esteve perto sem saber…

Volto ao lugar que dormi
Mas, meus olhos não pesam
Meus olhos se negam a não ver o sol…
Volto sem nada no bolso
Feito um velho sem botas
Um velho que segue somente os seus pés…

Caio do décimo andar
Ou será que pairei pelo ar?
Será que estou flutuando
Há mais de mil anos no mesmo lugar?

Volto ao lugar que cresci
Mas, não há mais lembranças
Só existe a certeza de que fui feliz…
Volto sem nenhuma vitória
Chorando por tudo
Sorrindo por que nada sou…

Volto pra casa
Essa é minha história
Todo homem precisa renascer
Volto por todos os dias
Em que cai de joelhos
E Deus não me ouviu… 

. Ithalo Furtado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s