Loucura Necessária

O amor não é renúncia
Por que a renúncia é uma prisão
O amor é liberdade
É o desafio do próprio peito
É amar todos os seres em um

É não ter ninguém além de mim
É não me dizer aonde devo ir
É não se perder num coração a te ferir
Pra viver é preciso sentir

O amor é uma viagem
É beleza e escravidão
É vida e morte cegas
Amar é uma loucura necessária

Há uma ponte invisível
entre o meu coração e o teu
mas, você insiste no amor
como um prisioneiro seu

Agora esse barco
Aos poucos vai naufragar
por sentir que a ilha que tanto procura
é o próprio mar 

 

. Ithalo Furtado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s