Distantes

Algumas presenças distantes
antes constantes
têm me deixado assim, desedificante
E os dias já não residem mais
na perfeição dos meus conceitos

Acho que agora compreendo 
A força de certos amuletos 
O poder de certas frases de efeito 
E como é difícil ter um coração
se debatendo no peito

Se dentro de mim você é imortal
Como o vento bagunceiro que brinca nos varais
Entenda o que existe entre a gente
Não há muro nem ponte, só uma incrível corrente

. Ithalo Furtado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s