Quando o amor acorda

sol

Poesia Diária

Sobre tua cama eu derramei todas as estrelas
Sob os teus sons eu fiz o nosso jantar
Nossa manhã mais perfeita, nosso sonho em comum
Sua cara de sono no espelho, suas palavras sem sentido algum

Se você não levantar, eu levarei até você
Qualquer montanha, qualquer estranha vontade
Levo o café na medida certa pro seu paladar
Prove o doce sabor dos nossos dias

É necessário não ter necessidade pra ser de verdade
Explicações são fardas que deram às nossas vontades
Somos tão sem querer e somos pra sempre
Enquanto existir eternidade dentro da gente

Somos todas as poesias da infância
que se perderam em provas de redação sem importância
Éramos um pro outro e hoje somos assim
Perdão e pecado, hóstia e gim

É preciso ter a leveza necessária
Pra viver nossa poesia diária…

Sob os meus cuidados te confinarei
como dois cavalos-marinhos longe do mar
A gente é tão certo de tudo e acha normal
ter medo de carinho quando ele é real

aa

FIM

Abri as janelas mais cedo
Deixei o sol te acordar
Escrevi as mais belas poesias
Entre as sobras e os restos do dia

Juntei nossos pedaços perfeitos
Eu juro que dessa vez montei o quebra-cabeça direito
Uma imagem só, tão viva
A mais plena paisagem, o quadro que retratava a nossa viagem pela vida

Pela imensidão do mar
Pela imensidão de nós
Será que os monstros que vamos criar
serão páreos para os nossos heróis?

Como pássaro, virá meu sossego
Em um vôo calmo e sereno, quase um sopro de Deus
Como pássaro, irá meu destino
Procurar outro coração igual ao meu

E como beleza, você virá pra mim
Como incerteza, como o mar que não tem tamanho
Já medimos nosso começo com carinhos quase infantis
mas, eu queria descobrir no escuro de tudo qual o tamanho do fim…

janela

A LINHA DA VIDA

Minhas virtudes são restos do vão
que eu não pude mostrar quando me vi só no vazio da razão
A gente é tão maior que todo senso, que todo pretenso motivo
que, aos gritos, nos faça soltar as mãos
que nos deixe perdidos na dependência de outro perdão

Escrevi no papel todas as palavras que me lembram você
Saudade, poesia, vontade, vida, dor e prazer
O que me faz ficar bem há muito tempo eu perdi pelo chão
Acho que ser você mesmo é obedecer ao sopro que vem do coração

Me leva pra casa de barco
Seja por terra ou em um mar imaginário
Faça-me sempre carinho aos cabelos quando chegar
e na despedida, deixe-me saber que amanhã será mais um dia pra eu me encantar

Meus defeitos são sobras de tudo
que findou quem eu sou no meu dia-a-dia absurdo
A gente é tão sozinho e tão maior que qualquer solidão
Simplicidade é um berço
A gente pode ser bebê, por que não?

Somos um bom motivo para queimarmos a mesma chama
Somos doidos varridos desse hospício chamado cama

Me leva pra casa de trem
pelos caminhos que não passam ninguém
Pra me fazer feliz é tão simples se você insistir
na idéia mais louca e no sentimento mais puro
que não seja pra sempre, mas, verdadeiro a cada segundo

sonho1

MANHÃ

Quando o lençol não cobrir
tua nudez ingênua por descuido
e o frio, por instantes, te fazer tremer
meu corpo estará quente o bastante pra te proteger

Quando o tempo for contra o nosso ritual
de se amar sem pecado na nossa rotina animal
e se eu te notar meio sem saída, com medo de tudo
meu corpo estará forte o bastante pra ser teu escudo

Você se espreguiça e olha pro lado
pra vê meu sorriso sem graça
levanto e preparo o nosso café
você me traz seu açúcar, me causa arrepios pela nuca
e com tuas manias no sono me faz ficar de pé

De repente, outro arrepio, um vicio do meu coração
que se acostumou com teu jeito esquentado
e teus pedidos de perdão

Perdemos nosso setembro como dois estranhos
somos do tamanho do mundo que construímos sem querer

No nosso castelo de papel e isopor
que nos protege com perfeição de qualquer rancor

E toda manhã parece mágica
quando a gente percebe que está tudo bem
apesar de todo o peso do dia e de tudo mais que nos cansa
é a poesia que sempre nos alcança

beijo2

A todos aqueles que se imaginaram acordando ao lado de alguém especial, nem que seja por apenas um dia, meus sinceros votos de eterna felicidade, que se não for pra sempre, que seja verdadeiro enquanto houver eternidade.

. Ithalo Furtado

Anúncios

2 opiniões sobre “Quando o amor acorda”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s