Teatro dos Pessimistas

È triste às vezes perceber que o pra sempre não existe, que o breve é passageiro, e o momento se foi. Por diversas vezes o presente nos prega peças que acabam por fazer com que o espetáculo inteiro seja defasado, se a mim fosse concedida escolha, talvez dessa peça não participasse, pois as pequenas falhas em cena mudam todo o contexto da encenação, levando o espectador a aplaudir ou vaiar algo que pode não ser o personagem na integra.

Somos todos, atores e atrizes perdidos em meio a este espetáculo que se chama: VIDA. Alguns já passaram por vários nuances da encenação, filmes, novelas, monólogos, e de cada uma destas experiências é possível tirar um sentimento. Acho que nosso coração é um teatro, e os sentimentos são as lições aprendidas dia a dia em cada oficina.

Participei de algumas oficinas, aprendi muitas lições, porém meu teatro ainda abre as cortinas quando escuta o mínimo ecoar da anunciação de mais uma noite. Queria poder deixar o palco mais o amor pela angústia, a idolatria pela espera não deixam que eu o faça.

Muitas das lições aprendidas foram pela metade, entretanto serviram-me inteiramente, outras nem tanto, pois continuo errando a hora da pausa para os aplausos e mais ainda as vaias. Os espectadores adoram a vaia… Quando tu erras o mínimo do script lá estão eles para te bombardearem com uma chuva de tomates. Por isso é que a muito meu teatro está fechado e quando é aberto os ingressos são limitados e ainda assim jogam-me cerejas.

Não sei mais como ensaiar para sair perfeito, acho que no fim acabarei por ficar com as poucas lições e conceitos que aprendi e trancarei de vez este teatro dos pessimistas.

kal

. Kal Calisto – minha irmã e uma das artistas mais brilhantes que ja conheci…

Anúncios

3 opiniões sobre “Teatro dos Pessimistas”

  1. Italo quero q saiba q amei o post…
    e a homenagem…
    vc tornou-se uma pessoa muito especial pra mim…sei q sou as vezes meio rude + ñ deixa q isso nos afete…pois lhe amo d+

    bjusss e abraços
    de um coração Culturalista

  2. Acordo atormentado pela distância que nos separa,
    Cada Kilometro é uma tortura coberta de piche.
    Minha menina
    Minha hedonista favorita.
    Eu me vou desta terra,
    Me vou para o mar…
    Exodo urbano em pleno século XXI.
    Eu vou encontrar meu amor nas franjas do mar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s